quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Outono não é Adeus













(Foto de Hugo Magalhães - Olhares)

Outono de cores bonitas,
Com cheiro a terra molhada,
Faz encontrar paz e harmonia,
E sentir a natureza embalada!

Dizem que é uma estação triste

Como uma melancólica despedida
Mas eu não consigo vê-lo assim
Como um breve adeus a vida.

Num quadro pintado
Seria uma linda aguarela
Que despertaria o desejo
De um beijo à luz da vela.

No fim das tardes de Outono
O Por-do-Sol faz-nos sonhar

Reviver momentos passados
E não querer jamais acordar
.

Cores bonitas e muita paz

É o que o Outono me transmite
E mesmo que seja um Adeus

Jamais será um limite.

Liar ((*_*))

Um comentário:

Ana disse...

Minha kida amiga, és uma poetisa que sabes dizer palavras bonitas, cheias de sentimentos, de emoções, de cor, de beleza. O Outono lido no teu poema parece uma estação florida.
Hoje vou ficar por aqui, porque quero ler tudo e deixar a minha marca nas tuas mensagens. Prometo que volto, porque me entusiasmei com esta beleza que aqui encontrei.
Um abraço muito apertadinho, Guga