sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Politiquices













Sobe o preço do café
Dos transportes e do tabaco
Fazem-se greves todos os dias
Neste país que está fraco

Aumentam-se os impostos
Baixam-se os ordenados
O desemprego aumenta
Penalizam-se os refiormados


Há moções de censura
E moções de confiança
Tudo para destabilizar
Um País que não avança

São políticos e mais políticos
Envolvidos em corrupção
Emcobrem-se uns aos outros
Mas tudo em prol da nação

A justiça é praticada
Em função da condição
Os ricos esperam no sofá
Os pobres de rabo no chão

Nas eleições presidenciais
Também se gerou confusão
Uns votaram porque sim
E outros votaram porque não

E é este e muito mais
O nosso querido Portugal
Mas calma, muito calma
Nem tudo está mal

Até porque ainda temos,
Os valiosos submarinos
Podemos sempre vende-los
Para comprar gambuzinos..

4 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Olá amiga Portuguesa. Aqui vai o meu abraço brasileiro. Gostei do teu poema, mas teria gostado mais se te fosse permitido pintar um quadro mais otimista. As politicas estão globalizadas e mesmo em situações diferentes encontramos bastante analogias; pois aqui no meu pais a situação não é muito diferente: políticos corruptos e mentirososos proliferam e o governo investe muito dinheiro em empresas estatais , como a Petrobrás, por exemplo, enquanto setores sociais como educação, saude e segurança ficam relegados a um segundo plano.
Um grande abraço.

Sonhadora disse...

Minha querida

Um poema lindo...infelizmente retratando a realidade do nosso País...mas verdadeiro.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

Agulheta disse...

Querida amiga.Estou de acordo com o nosso amigo Dilmar!Destes políticos proliferam pelo mundo fora,basta ver as TV.Realmente cada dia vejo mais, e manos confiança tenho nos políticos.
Beijinho e sê feliz minha amiga

Secreta disse...

Palavras que retratam bem o estado em que o nosso País está!
Beijito.