domingo, 5 de maio de 2013

Mãe













Estou com saudades mãe
Acho que não vou conseguir
Ficar sem ti!

Nunca te disse por palavras
O quanto te amava e amo
Mas sei que sempre sentiste
O meu amor por ti!
Tu eras o meu pilar
A minha base, o meu tecto
Tu eras a minha mãe

Mãe coragem
Sempre lutaste por mim e pelo mano
Sempre nos deste o que podias, e muitas vezes
Tiraste da boca para nos dar!
Deste-nos a enxada para trabalhar
Fizeste de nos filhos que longe de serem perfeitos,
Sempre te adoraram e respeitaram
Dedicaste os últimos dez anos ao pai de alma e coração
Preocupavas-te com tudo e com todos!
E tu mãe? Lembraste-te alguma vez de ti?

Mãe amor
Não sei odiar, só me ensinaste amar,
Não invejo ninguem
Só me ensinaste agradecer a Deus tudo que tenho
Não desisto do que acredito

Sempre me ensinaste a não desistir
Mas esta a ser tão difícil mãe!


Ceci

8 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Cara amiga, escreveste este poema com o coração e com a alma.
Um grande abraço.

Sonhadora disse...

Minha querida

Muito tocante, este amor que escreves num belo poema, não há amor como o de mãe, infelizmente não tenho já a minha há 35 anos, mas continua a fazer-me tanta falta.

deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

RETIRO do ÉDEN disse...

Palavras de circunstância...para quê?
O Sentimento traduzido num poema lindíssimo.
Obga. pela partilha.
Deus vos dê a ACEITAÇÃO necessária em todas as provas e mudanças da vossa vida.
Jesus,Maria e José estejam convosco.
Um forte abraço com todo o nosso carinho.
Mer e família

Agulheta disse...

Querida amiga.A saudade da mãe sempre presente em cada um de nós.A nossa mãe é o pilar da nossa vida,e com o passar de anos a falta é tanta,como este poema sentido e dorido...que gostei muito.
Beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
Mãe saudade,
saudade viva,
de um amor sublime !
,
mares de amizade,
,
*

Secreta disse...

Um poema doloroso, mas belo de sentires.
Um beijito.

Mariz disse...

querida Céci

Lindo este poema á tua mãe. Sinto muito o que sentes...
As mães estarão sempre perto de seus filhos estejam onde estiverem nem que seja em pensamento - presentes ou já ausentes...
Olha...tens uma pequena homenagem como para outras mães e avós, no meu blog - na faixa da esquerda logo abaixo da foto do meu neto diogo que o inscrvi num concurso. - não é para ganhar, mas porque lhe quis fazer uma surpresa - infelizmente e como já seria de esperar, mal aceite pelos pais...
enfim...os medos sempre tomam o 1º lugar em tudo...
Desta vez abri os comentários e no post anterior igualmente.
Fiz outro blog mais sintético e não com tantas coisas que o pesavam como era o anterior.

Espero que gostes.
Deixo-te um beijo especial nesta época e reconforta esse coração.

Sempre

Ternamente..
MAriz

RETIRO do ÉDEN disse...

Querida Ceci,
Venho simplesmente abraçá-la com muito carinho.
Bj.
Mer