quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Porquè?












Os dias passam
E as guerras continuam,
Inveja, raiva e ganância,
Não fazem sentido
Em nossas vidas!

Porque somos?
Porque existimos?
Porque estamos aqui?

Porque precisamos de amor,
Carinho, conforto e paz?
Porque vivemos?

Somos medo, indignação
Somos fé e coração
Porque morremos?

Existimos para amar,
Existimos para ser,
Existimos para sofrer,
Porque existimos?

6 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

Querida Liar, maravilhoso poema Amiga... A inutilidade das guerras é tão gritante, mas ninguém ouve... Um abraço de carinho e ternura,
Fernandinha

Ana disse...

Fico sem palavras perante tão belo poema que me diz tanto como é óbvio.
Porque existimos? Porque vivemos? Há tantas guerras, porquê?
Ninguém houve, muitos nem querem saber e outros fomentam-na, infelizmente.
Neste Mundo cruel em que vivemos, e especialmente para algumas crianças, vai ser o futuro delas.
Vamos ter esperança que as nossas crianças sejam capazes de o transformar "AMANHÃ".
Um beijinho doce,
Guga

Anônimo disse...

Gostei muito!

Bj

F.

Tiago R Cardoso disse...

para deixar-mos algo de positivo neste mundo.

utopia das palavras disse...

Porquê?
Porque
Afinal....
existimos....!

Poetica interrugação! Gostei imenso!

Um beijo

PURO AMIGO disse...

Olá. Boa Noite
Agradeço a visita e o belo comentário, que lhe retribuo dizendo que tem um interessante, agradável e belo espaço, lamento não ter lido tudo , mas voltarei para ler postagens antigas e já agora peguei em alguns seua titulos e...

"Porquê" menosprezardes,
"Ser Mulher" e "Arco Iris"
"A Minha Janela" de "Caridade"
"Lua Adversa" vede "Eu Estou Aqui"

Amizade