quarta-feira, 6 de maio de 2009

Sou...

















Sou poema
De amor e dor,
Amizade e saudade.

Sou verso
Livre e solto
Escrevo com liberdade.

Sou prosa
No tempo
Com ambiguidade

Sou canção
Que sente o mar
Com sua profundidade

Sou verso, poema e canção,
Sem métrica determinada
Palavras que fluem somente
No percurso da caminhada.

Cecília macedo

12 comentários:

Agulheta disse...

Querida amiga! Que bom sermos assim,com palavras cada uma mais bela e mais livre,adorei a simplicidade do poema.
Beijinho

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA LIAR, SUBLIME POEMA AMIGA...ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Fernando Lisboa disse...

Tu és linda.

Bj

F.

O Profeta disse...

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa

Este sol que beija a ilha na manhã
Traz um sorriso cheio de mistério
Este verde orvalhado pela bruma da noite
É o tapete de um Deus no seu império


Bom fim de semana


Doce beijo

Xana disse...

Somos um bocadinho de cada coisa que a vida nos deu, que se colou a nós mesmo que não queiramos, não é amiga?

beijinhos e obrigado pelo teu lindo poema , adorei!
bom fim de semana

utopia das palavras disse...

Céci

Eu noto algo em ti diferente, a tua escrita está cada dia melhor...fluente, poética e com uma força que sinto vir de dentro!

Bravo!

Beijos

Bellatrix disse...

Querida, obrigada por visitar e comentar meu blog! O seu é muito lindo e vc tem muito talento!Parabéns!

poetaeusou . . . disse...

*
és poema
vadiando á solta
versando o mar
na profunda canção
grito de liberdade
fluindo no tempo
poemas de amizade.
,
maresias nocturnas, envio,
,
*

Aqua Vitae disse...

Olá
Recordaste-me Vera Sousa Silva...
Passo a citar:
"Sou como o tempo...
Andando em frente,
Coração em leve compasso!
Sou como o vento...
Transparente
Umas vezes calma, leve brisa,
Outras tempestade vinda do Espaço!
Sou como o Sol...
Luminosa, quente,
aquecendo tudo em meu redor!
Sou como a Lua...
Amor ardente.
Esperando á noite meu amor!
Sou como uma Estrela...
Longínqua, intocável,
Mas acima de tudo brilhante!
Sou como a Neve...
Tão branca e tão fria,
Que quando cai é deslumbrante!
Sou como o Mar...
Salgado,
Em que apetece penetrar!
Sou como SOU...
Sem pecado,
Amando a vida e quem me amar!"
Beijinhos
Vítor

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA LIAR, MARAVILHOSO POEMA AMIGA... ADOREI!!!
ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Ana disse...

És linda! Muito mesmo e sabes escrever coisas que me deixam a pensar: Esta "garota" existe mesmo? Ou sou eu que a invento? LOL
Tem um dia muito feliz minha querida amiga.
Ah! Já agora quando vou conhecer a tua filhota? Vem com ela aqui, vens? Ela vai ficar aonde? Depois dizes-me tudo. Só tenho dois quartitos aqui nesta casa e qualquer dia já nem chegam para mais uma que vem em Junho senão a tua menina ficava comigo, eu ia adorar acredita!
Um jinho muito gande,
Guga

A.S. disse...

"Sou verso
Livre e solto
Escrevo com liberdade."

SÓ ASSIM SE ENTENDE A POESIA!!!
BRAVO!

Beijos...