sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Menino de Africa















Se eu mandasse neste mundo,
Sempre terias água e pão,
Não te faltariam as vacinas,
E, terias direito a educação!

Não consigo ficar indiferente
Ao ver-te com fome e desnutrido
Com o corpo seco e doente
Melhor seria não teres nascido!

Não há um sorriso no teu rosto
Teus olhos não vêem caminho
São tristes e negros como a fome
Que se atravessou no teu destino

Em pleno século XXI
Ainda sofres de mutilação genital
Atentado aos direitos humanos
So por uma questão cultural

Se eu mandasse neste mundo!
Queria ver-te sorrir e ir a escola,
Brincar e seres muito feliz
E com pão e leite na sacola.

Se eu mandasse neste mundo!
A guerra daria lugar à bonança
O pão tomaria conta da fome
E tu menino...
Serias merecidamente criança!

6 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
o meu contributo
,
Pele encarquilhada carapinha branca
Gandôla de renda caindo na anca
Embalando o berço do filho do sinhô
Que há pouco tempo a sinhá ganhou
Era assim que mãe preta fazia
criava todo o branco com muita alegria
Porém lá na sanzala o seu pretinho apanhava
Mãe preta mais uma lágrima enxugava
Mãe preta, mãe preta
Enquanto a chibata batia no seu amor
Mãe preta embalava o filho branco do sinhô
Enquanto a chibata batia no seu amor
Mãe preta embalava o filho branco do sinhô
,
in-cantada por: amália,
,
conchinhas de luz, deixo
,
*

Ludo Rex disse...

Se mandasse no mundo não haveria injustiça...
Obrigado pela visita e pelo comentário no Momentos & Documentos.

Tiago R Cardoso disse...

arrepiante e marcante...

Eu mendigo pelos direitos de todos serem felizes, por um mundo igual e sem fome.

Ana disse...

Um momento da tua "inspiração" que me arrepiou, porque estas e outras crianças, que não pediram para virem a este mundo, não param de sofrer, o que acho muito injusto.
Um beijinho muito grande minha linda amiga.

Sophiamar disse...

Que mundo avançado é este onde se permite que faltem a paz, o pão, o trabalho, a habitação, a assistência na saúde?
É tempo de exigirmos uma sociedade mais justa, mais igualitária, mais solidária.

Beijinhos

Fernando disse...

Se eu mandasse neste mundo, tal como tu faria um mundo diferente.
Bj

F.