quinta-feira, 30 de abril de 2009

1º de Maio














1º de Maio de 1974

Vim para a rua festejar

Na Praça da Liberdade

O povo estava a cantar


Um dia lindo de sol

Com bandeiras acenar

Operários de mão dada

Com a força de acreditar


Lembro com tanta saudade

Esse 1º de Maio tão unido

Onde todos éramos só um

E isso sim, fazia sentido


Já não vejo as mãos dadas

Nem o grito conseguido

Deixou de haver concórdia

O povo já não está unido


E é com muita pena minha

Que tudo tenha mudado

E se tenham esquecido

De tão recente passado


Liar

6 comentários:

Ana disse...

Olá kida Céci, hoje vim um pouco mais tarde porque saí com uma malta amiga e regressei há pouco, mas já tomei o meu banhito:-)
Amanhã é feriado e terei mais tempo para "nanar", mas também quero festejar:-)
Adorei o teu fantásdtico poema e em 1974, foi uma grande festa para mim, acho que nunca mais tive outra igual.
Viva o 1º. de Maio e vamos festejar este dia tão especial dedicado aos trabalhadores.
Um xi bem apertadinho,
Guga

casa da poesia disse...

...maio maduro maio quem te pintou!?...lindo!...e para ti...

"aetas:CARPE DIEM quam minimum credula postero."

Agulheta disse...

Amiga Liar.Li e reli as tuas palavras,tens razão o povo já não está unido como este Maio,o porque não sei mas gostaria,talvez mais independência da parte de alguns!Olha amiga nunca foi (puxa sacos) de patrão nenhum nem seria,só para ficar bem e os outros mal...nunca.
Viva 1 Maio,com mais justiça e trabalho.
Beijinho

Fernando Lisboa disse...

Também me lembro desse 1º de Maio, e acho que tens razão foi único.

Um bom feriado para ti!

Bj

F.

Vieira Calado disse...

É pena, pois!

Daí a nossa crescente desgraça...

Cumprimentos meus

RETIRO do ÉDEN disse...

Amiga,

Não podia deixar por dizer...NUNCA mais houve outro dia como o de 1 de Maio de 74!!!!!!!!!...

Simplesmente lindoooooo e ÚNICAMENTE histórico.

Bjs.
Mer