segunda-feira, 29 de junho de 2009

Gaivotas...













-->
-->


(imagem da net)
O mar rebelde e a cor cinza do céu,
Convidavam a imaginação a navegar...
Fizemos descobertas de segredos,
Num grande e infinito olhar...

Na extensão de areia molhada,
Vimos as gaivotas a planar,
Formando quase um exercito,
De costas viradas para o mar!

Pareciam um manto branco,
Pousado numa imensidão...
Com o barulho das ondas,
Voavam em turbilhão!

O mar revolto contra o paredão,
Sonora e melodiosa canção,
A espuma do mar
arremessada pelo vento,
Deixava em queda livre
nosso pensamento

Céci

13 comentários:

utopia das palavras disse...

Um dia um poeta da blogosfera " O Profeta" disse e eu retive para sempre " O meu pensamento é gaivota", no teu poema eu ouço o pipilar delas! Lindo!

Beijinhoooo
:-)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDA CÉCI, MARAVILHOSO POEMA AMIGA DO CORAÇÃO... DEIXO-TE MUITOS ABRAÇOS DE AMIZADE,
FERNANDINHA

Secreta disse...

O mar , as gaivotas , e o seu encanto :)
Beijito.

Canduxa disse...

Espreitei o seu espaço e achei lindo.
O poema é belo e faz-nos mergulhar no sonho e voar nas asas das gaivotas.
Parabéns!
Um abraço cheio de luz
canduxa

RETIRO do ÉDEN disse...

Obrigada amiga,

Depois de nos presenteares com o teu lindo poema...só podemos te agradecer...

«Escolhei hoje a quem servirdes: ao temor ou à fé.»

...Transfere os teus fardos ao Superconsciente ou Cristo interno para que ele os resolva...e vos apresente a solução que deveis executar...
in: Alegria e Triunfo de Lourenço Prado.

Estou a preparar novas imagens para sairem logo, logo...

Faço votos para que o Senhor te tenha ajudado...

O teu poema fez-me lembrar a obra de Richard Bach intitulada
Fernão Capelo Gaivota...

Amiga:
«Vê mais longe a gaivota que voa mais alto.»

Forte Abraço de partilha.
Mer

Nilson Barcelli disse...

Uma bela imagem poética do mar e das suas gaivotas.
Gostei imenso querida amiga.
Beijo.

Xana disse...

Que linda ida à praia que te inspirou :)
volta lá muitas vezes ..eu adoro ver o mar!

beijinhos meus

Fernando Lisboa disse...

Continuam os pensamentos livres e soltos como uma gaivota!

Muita inspiração por aqui...

Gosto!

Bj

F.

Agulheta disse...

Céci! De volta aos amigos, e neste teu pensamento solto e vadio como o mar,me revejo nas palavras,nada melhor que mergulhar como as gaivotas.
Beijinho fica bem.

Isabel José António disse...

Querida Amiga Céci,

Lindo poema com ritmo, boa rimas e cheio de força. Parabéns.

Vim aportar a este seu ancoradouro, navegando por entre blogues. E dei de caras com este seu poema.


Navegam por mares desconhecidos
As gaivotas da minha imaginação
E nesses instantes tão sentidos
Oiço apenas o bater do coração

É um som cadenciado que me traz
O odor intenso e forte a maresia
E naquilo que se faz e não se faz
Ressoa dentro de mim toda a magia

E já nem sei se sou, não sendo
Ou sendo,já nem me dou que não sei
Se o horizonte que estou vendo
Sou eu, ou apenas o que de mim dei

Navego assim junto à transcendência
Num mar que em ondas me transporta
Para junto da Eterna Consciência
E a toda a hora abre-se uma porta

Um grande abraço para si.

Se nos quiser visitar, não deixe de ver,pelo menos dois dos nossos blogues: POESIA VIVA e O CAMINHO DO CORAÇÃO.

José António

RETIRO do ÉDEN disse...

Céci,

Bom dia de Sol, tenho novos pensamentos...passa por lá e comenta...

"O Sol dá....alimenta... a Terra recebe,alimenta-se"

Transforma a tua vida em Sol e verás as bençãos de Deus.

Bjs.
Mer

Ana disse...

Dizes que sou a tua fotógrafa e tu és a minha poetisa preferida.
Estava a ler o teu maravilhoso poema sobre essas aves que vem até aqui à minha janela onde estou agora. E quando aqui chegam não é que não goste de as ver, mas é mal presságio, gaivotas em terra...

Senti cada palavra que escreveste e acho que tens tudo pronto para compilar a tua primeira obra poética o título também já o tens, e as fotos, ofereço-te tudo o que precisares. Só tenho que me deslocar ao norte.

Adorei!

Jinhossssssss,

Guga.

Céu Vieira disse...

Querida amiga Céci, parabéns por mais este poema!
Realmente é maravilhoso quando se tem o Dom de transportar para o papel o que nos vai na alma
A poesia é liiiinda demais!
Parabéns por esse Dom que Deus lhe deu!
Beijinhos amada